Propagandas que atacam outras propagandas: comerciais provocativos

Aqui em Porto Alegre pelo menos, o cursinho pré-vestibular Universitário (o segundo maior depois do Unificado) fez uma campanha publicitária em grande escala, que consisitia de uma foto de um aluno que passou na UFRGS (a universidade com o vestibular mais disputado do Rio Grande do Sul) e a frase: Fiz Universitário e passei na UFRGS.

Mas ai, o cursinho Monteiro Lobato fez então uma propaganda sensacional: consistia em tentar provar que o fato desses alunos terem feito cursinho no Universitário não estava correlacionado a sua aprovação. Eram frases como essas que eles colocaram em propagandas:

– Comi banana e passei na UFRGS
– Dormi bastante e passei na UFRGS
– Viajei para o Paraguai e passei na UFRGS

E assim por diante.

A propaganda do cursinho rival foi tão humilhante o Universitário mudou a frase. Agora é apenas a sentença Passei na UFRGS e a foto do aluno.

Eu acho muito legal essas propagandas mais ousadas, que provocam, cutucam o adversário com vara curta.

E esses dias vi mais uma dessas propagandas. Só que dessa vez era de um livro que ensinava SQL (linguagem para bancos de dados). A propaganda atacava livros que prometem ensinar linguagens de programação como Java, C++, Python, entre outras, em prazos curtissimos. Pra quem não sabe, é muito comum ver livros com o título Java em 7 dias, ou Aprenda Python em 21 dias, ou ainda C++ em x dias (x é uma variável no qual quanto mais baixo o valor, mais o livro vende).

Esses prazos na realidade são uma grande bobagem, porque de fato, pra fazer programas pouco maiores do que um Hello World você realmente consegue aprender nesse prazo, agora vê se em com 7 dias sem nunca ter visto Java na vida, com um livrinho você consegue passar em alguma certificação da Sun, por exemplo, ou mesmo cuidar de qualquer sisteminha maior.

Mas voltando, a propaganda que tinha nesse livro de SQL, que se chamava SQL for Begginers era o seguinte: This book is for humans, not for clocks. Adorei, e só quem conhece esses outros livros captou a provocação.

Anúncios

5 comentários sobre “Propagandas que atacam outras propagandas: comerciais provocativos

  1. É propagandas podem ser a coisa mais irritante no meio comunicativo. as empresas precisam aprender a serem criativos, mesmo sem ofender o próximo, mas provocar o concorrente deixa tudo um pouco mais emocionante.
    agora um elogio: vc escreve mtoo bem… o jeito q comenta os assuntos eh impressionante! Um dia ainda qro escrever como vc pq meu sonho eh expor minhas ideias publicamente como comentarista ou escritora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s