Meg Ryan, minha atriz autoral favorita

Eis a definição de autor autoral:

Aquele que, com seu jeito especial de interpretar, sempre ilumina os filmes dos quais participa com seu jeito próprio de reinterpretar o mesmo personagem várias vezes.

A minha atriz autoral favorita é Meg Ryan. O papel padrão dela é esse: jovem bonitinha decepcionada com o amor que encontra alguém que ela se dá mal no começo mas que se apaixona perdidamente no final para viverem felizes para sempre. Ou seja, as famosas comédias românticas, como Harry e Sally, Lente do amor e Surpresas do Coração (o melhor dela na minha opinião), etc.

Filme assim, mesmo quando é ruim, é bom. E quando é feito inspiradamente, é o máximo.

Claro que a Meg Ryan, como todo ator que já cansou de comprar mansões, tentou fugir do estigma de atriz de um tipo de filme só. E claro que os filmes que não seguem essa fórmula foram um lixo, exceto por Quando um homem ama uma mulher, mas claro que um filme com esse título também não tinha como ser ruim. Em outro filme, Meg Ryan chegou até a protagonizar cenas de sexo, filme esse que eu não assisti nem assistirei, porque filme da Meg Ryan não pode esse tipo de cena, no máximo elas podem estar subentendidas. Dizem que ela foi a primeira opção para o papel que foi de Julia Roberts em Uma linda mulher, mas ela negou porque não época ela (ou seu empresário) (ainda) sabia que Meg Ryan não pode interpretar prostitutas, mesmo que a prostituta em questão seja legal ( até porque mesmo legal, ainda é uma prostituta : P)

Obviamente, depois de alguns anos, ela chegou naquele ponto da carreira terrível: ela está mais velha e não pode mais fazer o papel de jovem mulher bonitinha decepcionada com o amor que volta a acreditar porque se apaixona. Por isso, agora ela faz outro tipo de papel: o de não tão jovem mulher bonitinha decepcionada com o amor que volta a acreditar porque se apaixona. Não fica tão bom (vide Kate e Leopold. PS: Hugh Jackman não devia tirar a barba, assim como Sansão não devia cortar os cabelos), mas ainda diverte. Até porque ela no papel de velha que não acredita no amor é sempre um desastre (vide Eu e as mulheres, filme em que ela contracena com Seth Cohen).

Anúncios

14 comentários sobre “Meg Ryan, minha atriz autoral favorita

  1. Legal você falar nesse assunto! Realmente tem atores que ficam presos num estigma de só interpretar um tipo de personagem. Não sei ao certo se isso é um defeito ou uma qualidade! :o) Sei que nas novelas brasileiras tem muito disso, vide Humberto Martins, por exemplo. :oP
    Acho que desse ‘tipo’ de atriz, por assim dizer, gosto mais da Sandra Bullock, que sempre é a atrapalhada-mas-fofa. A Meg tem filmes clássicos pra qualquer mocinha, mas nunca me despertou muitos sentimentos.

    ;o***

  2. “Eu e as Mulheres” foi o melhor filme que eu vi em 2007.
    Por mais que a Meg Ryan esteja velha, ela ainda tem um carisma e um jeito de ser que encanta qualquer homem. Muito mais “fofa” do que a Sandra Bullock 🙂

    O meu ator autoral é o Mathew Perry, que sempre faz o papel de Chandler – meio desajustado, sarcástico e atrapalhado com mulheres – impossível ele fugir disso, e é ótimo 😉

  3. eBlast Analytics allows you to take your email marketing campaign to the next level by providing viewer data. Analyize your email and web marketing campaigns and see how many viewers you are reaching. Signup is quick, easy, and free.

  4. All 4 Comfort is proud to sell 1500 thread count, 100% egyptian cotton, 4 piece bed sheet sets. All 4 Comfort LLC is dedicated to bringing you the highest quality products at the best prices. We also offer bed sheet fundraisers for schools, groups, teams, or anyone who is looking for a way to raise money.

  5. Amei surpresas do coração. É romântico e extremamente engraçado. A Meg Ryan está ótima e cômica demais. A história é gostosa, leve e na França a fotografia é muito linda. Já vi esse filme 6 vezes. Agora procuro pra comprar e não acho. Quero vê-lo de novo….

  6. Surprêsas do Coração é um filme gostoso e maravilhoso. Comparável a Only You (Só Você). É o tipo de filme que depois de assisti-lo você sente-se bem. Meg Ryan está muito linda no filme e engraçada demais. Ela continua bonita e aberta para qualquer filme, só que algo um pouco mais sério, porém romântico. O que é isso gente, de dizer que o tempo dela já passou? o tempo não passa para ninguém, o que existe são várias etapas da vida. Outro filme muito bom dela é Cidade dos Anjos, só que este é mais sério e Nicolas Cage está ótimo como o anjo apaixonado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s