Coraline e filmes 3D

Depois de ter assistido ao filme meia boca Viagem ao centro da terra, com o Brendam Fraser, ator-que-só-faz-filme-legal-exceto-por-esse num cinema sem projeção 3D, fiquei louca de vontade de ter essa oportunidade. Especialmente porque nesse filme baseado na obra de Julio Verne, ficava na cara que tinham várias cenas feitas só pra explorar essa tecnologia. Infelizmente nenhum cinema de Porto Alegre oferecia esse tipo de projeção.

Mas agora oferecem. O Iguatemi e o Unibanco Arteplex FINALMENTE se deram ao “colossal” trabalho de comprar os óculos 3D, que não são nada mais do que óculos com lentes polarizadas (tá, na real eu não sei o que são lentes polarizadas, whatever).

Dado o tempo que demorou pra isso chegar em Porto Alegre, eu calculo que em 2034 (otimismo) deve chegar a primeira tela IMAX aqui.


Coraline e o mundo secreto

Claro que os malandrinhos donos de cinema aproveitam pra aumentar o preço do ingresso por conta disso. Ainda não achei a razão a não ser a mera exploração.

Bom, no início me deu um certo desconforto os óculos. Eu já tinha tido a chance de acompanhar projeções 3D em atrações da Disney, mas eram atrações de poucos minutos. No começo me pareceu que filmes longos não combinavam com óculos 3D, que eu ia ficar com uma tremenda dor de cabeça. mas logo eu acostumei.

Não acho que o fato de ser 3D tenha acrescentado algo ao filme. Era engraçadinho ver as imagens saindo da tela de vez em quando, mas logo cansa. Talvez ainda surja algum filme pra me desmentir, mas acho que esse tipo de projeção faz muito mais sentido em atrações bem feitas de parque de diversão, no qual os criadores tentam explorar ao máximo esse recurso, intercalando com outros truques interessantes.


Honey, I shrunk the audience (Querida, encolhi a platéria) é um exemplo de atração que sabe usar o recurso do óculos 3D

Bom, quanto ao filme Coraline, muito bom. O filme tem uma estética muito interessante, meio plastificada, e principalmente, soturna (não recomendado para crianças muuuuito pequenas tipo, 5 anos, mas sempre tem uns pais desinformados). Alguns personagens bizarros me lembraram bastante os do anime A viagem de Chihiro. Como você não deve ter visto esse anime de Hayao Myazaki, aí vai uma imagem dele.


Um dos personagens bizarros de A viagem de Chihiro

Infelizmente, só tinha sessão dublada e não pude ouvir a voz da Teri Hatcher, a Susan Meyer de Desperate Housewives e também Lois Lane. Na real a dublagem estava ótima, mas sabe como é, não tinha a Susan : P


Ela interpreta a mãe da Coraline

Anúncios

15 comentários sobre “Coraline e filmes 3D

  1. Eu me lembro de ter visto A Viagem de Chihiro duas vezes (uma por ter aparecido na Recreio e outra porque meu amigo quis assistir e eu estava na casa dele) e não ter entendido o filme. Não que eu tenha visto de novo depois, mas até hoje aquele filme me parece muito bizarro.

  2. Ahhhh… Quero ver esse Coraline!! Tá certo que dificilmente vai chegar nos cinemas daqui com os óculos 3D, mas eu querooo…. Se lembra Viagem de Chihiro, deve ser bom!!! =D

  3. eu em geral não gosto de atrações 3D, mas as bem feitas, que exploram bem o recurso, e misturam com coisas reais (tipo os ratinhos na atração do querida encolhi as crianças), eu acho muito legais.

  4. I keep listening to the news broadcast talk about getting free online grant applications so I have been looking around for the most excellent site to get one. Could you advise me please, where could i acquire some?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s