Momento sorte no jogo no Uruguai

Além de ter curtido meus 15 minutos de fama que todo mortal terá de acordo com Andy Warhol com meu momento superstar internacional no Uruguai, mais coisas inesperadas aconteceram nessa emocionante viagem. Dessa vez num cassino.

Como já falei em outros posts, apostas só são divertidas em cassinos dos jogo Vegas Stakes, Sonic 2 ou bingos de praia. Mesmo assim, decidi dar aquela jogadinha básica no cassino, só pra dar aquela saciada no pequeno vício em jogatina que eu tenho.

Chegando lá, comprei 20 pesos uruguaios para apostar, o que corresponde a algo como 2 reais.

A ideia original era jogar nos caça-niqueis, mas como nenhum deles era aqueles old-school, com a maçaneta, resolvi aposta na roleta mesmo.

O problema é que a roleta era eletrônica, isto é, tinha que usar um computadorzinho para apostar nos números. E bem, eu não estava me entendendo muito bem com o computador. Estava eu tentando apostar, quando meio que sem querer apostei no número 5.

Puta da cara que não conseguia mudar, já xingando o computador de todos os nomes que eu podia pensar, a roleta gira.

Rola roleta !!!

Enquanto a roleta rola, essa música começa a tocar em meus pensamentos:

Bom, como a vida as vezes é um filmes, adivinhem o número que saiu? Três ? Sete ? Oito ?

Se fosse qualquer um desses esse post não existiria.

Óbvio que saiu o número 5, contrariando todas as expectativas.

Sério, eu fiquei tão pasma que não acreditei que aquilo era possível. Pensei com meus botões: quais são as probabilidades de isso acontecer ? É impossível !!!

Intervenção !!!

De acordo com o matemático Oswald de Souza, as probabilidades são de 1/38 dado que temos 36 números, mais o 0 e o 00. Portanto, não é impossível, embora um pouco improvável.

Fim da intervenção.

Meu prêmio foi de nada menos do que 720 pesos uruguaios, isto é, 36 vezes o valor apostado. Graças ao prêmio, recebi 720 pesos, em outras palavras, 72 reais.

Como eu sabia que nada podia ser mais épico do que acertar o número de primeira, decidi sabiamente parar de jogar.

Na realidade eu também tinha decidido parar de jogar porque eu não sabia mexer direito no computador da roleta, e estava com medo de sem querer apostar 720 pesos em outro número aleatório qualquer. Mas o primeiro motivo tá mais legal, então vamos se ater a ele.

E fica a pergunta, sorte no jogo, azar no amor?

Anúncios

Momento superstar internacional vivenciado por mim no Uruguai

Em Março eu participei de uma excursão para o Uruguai. A viagem foi super legal, conheci várias cidades (Montevideo, Punta del Este, Piriapolis, Colônia del Sacramento) e ainda por cima não gastei muito, já que foi de ônibus e fiquei em albergue lá (quem quiser ir também, vá pelas excursões universitárias, recomendo muito).


Casa Pueblo, museu de Punta del Este


Monumento ao General Artigas, em Montevideo

A questão é que até eu decidir e ir nessa excursão, muitos percalços foram vencidos, desde o desafio de conseguir folga do trabalho até falta de vagas na excursão. Mas o mais desafiador foi o fato de que, apesar da minha grande vontade de viajar, meus amigos todos não se intere$$aram o suficiente. Ai numa vibe Avril Lavigne, pensei, What the Hell, vou sozinha mesmo, na pior das hipóteses vou ter 4 dias de pura solidão no estrangeiro : P

Mas felizmente, logo no início da excursão fiz amizade com 2 pessoas que tavam viajando sozinhas também, o Roberto e a Angela, e não fiquei sozinha nem um segundo. Às vezes vale a pena arriscar.

O engraçado foi que numa das paradas da excursão, vivenciei meu primeiro momento superstar, em terras além dos limites de nossa pátria amada Brasil. Estava eu em uma casa de câmbio tentando trocar reais por pesos uruguaios, logo no primeiro dia de excursão, quando uma pessoa me aborda, em português:

Pessoa desconhecida: Oi. Tu por acaso é a Mariane, do bitpop.info?
Eu com cara de incrédula: Sim, como tu sabe?
Pessoa desconhecida: É que eu sempre leio teu blog, apesar de não comentar muito.

Foi o que bastou para que a Angela e o Roberto achassem que eu fosse dona de um blog que recebia milhões de visitas diárias : P

Só não foi mais glamour porque isso aconteceu na praia de Piriapolis e não em Punta del Este.

Ah sim, a pessoa desconhecida era o Jezer, leitor super querido do blog : )

Meus top 5 jogos favoritos da geração atual

Nessas gerações atuais de videogame são bem poucos os jogos que realmente me viciam, que ficam na memória da mesma forma que um Sonic ou Streets of Rage estão lá gravados.

Eu não sei bem o motivo, não sei se eu simplesmente fiquei ‘menos viciada’, comparando com quando eu era criança, ou se na real fiquei mais exigente em se tratando de jogos. Talvez meu nível de exigência aumentou por eu já ter jogado muito, talvez eu hoje em dia prefira ver filmes e seriados, que são muito mais acessiveis que no passado graças a internet.

Não importa bem o motivo, o que importa é que por mais que eu esteja exigente, o mercado atual de jogos ainda consegue, mesmo que seja com bem poucos títulos, me surpreender e fazer jogos que me façam ficar viciada.

Esse post é justamente pra citar os meus favoritos da atualidade.

Uncharted 2: Se você ainda não conhece, compre um play 3, arrange um emprestado, mas jogue. Uncharted 2 é um jogo que consegue ter uma história muito legal, tão envolvente que tu não tem ne, vontade de pular os filmezinhos que tem entre uma parte e outra do jogo. Os filmezinhos realmente te colocam dentro da história, ajudam na imersão, são engraçados, tem muita ação, ao passo que em outros jogos eles são sumariamente ignorados por só atrapalharem a ação. Fora o fato de Uncharted 2 ter uma jogabilidade ótima e gráficos sensacionais (os mais sensacionais que eu já vi na vida). Uncharted 1 é legal também, mas falta nele uma história tão boa e cenas grandiosas como as do trem e helicóptero.

Enfim, Uncharted 1 é um jogo muito bom, mas Uncharted 2 é s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l.

Que venha Uncharted 3 !!!

Alan Wake: Gráficos ótimas e uma história de tanto suspense de às vezes dar medo de jogar algumas partes (especialmente a noite). Não joguei o jogo todo ainda (fui só até metade), afinal eu não tenho um Xbox 360, mas foi o que bastou pra ser considerado um dos melhores jogos da geração atual na minha opinião.

Heavy Rain: Uma espécie de filme em que você pode escolher as reações dos personagens, e as mudanças que você escolhe influenciam o final. Novamente, uma história de suspense, com várias cenas fortes. Esse jogo me lembra bastante Gabriel Knight 2 e outros adventures da Sierra tipo Phantasmagoria, só que com o plus de tu poder de fato mudar os rumos da história. Que vire tradição e venha mais jogos desse tipo! AMEI !!!

Red Dead Redemption Pra simplificar, dá pra dizer que é um GTA no velho oeste, mas é bem mais que isso, tanto que eu não gosto de GTA, e conheço outras pessoas que não gostam mas adoram Read Dead Redemption. Cenários de cair o queixo e missões que realmente dão vontade de completar, mesmo que pra completar todas leve 30 horas de jogo. E isso que nem sou fã de velho oeste. Que venha L.A Noire, jogo do mesmo estilo e mesma software house (Rockstar) só que com ambientação em Los Angeles nos anos 50 e várias inovações.

Dance Central Joguei só uma vez, mas bahh, é o jogo que realmente mostra todo o poder do Kinect. Consegue simplesmente captar todos os teus movimentos, como se tivesse um personal-coreografista em casa. E cansa muitooooo, tanto quanto Pump it Up pra ter uma ideia. Super difícil, mas divertidissímo. Que venha o jogo de dança Michael Jackson (e não to falando de Moonwalker) !!!

E vocês ? Que tipos de jogos curtem?