Bizarrices dos video games

No ótimo site cracked.com fizeram uma lista muito legal sobre 12 coisas extintas ou que precisam acabar nos video games. MUITO legal. Eis as 4 mais engraçadas (e traduzidas livremente, reportem-me erros) na minha opinião.

Quem gostar sugiro fortemente que veja as demais no site

1) Ácido, espinhos e/ou poços de lava

Megaman,Sonic e Kid Chameleon
Megaman, Sonic e Kid Chameleon

Quem tornou famoso: Joust, Super Mario Bros., Sonic the Hedgehog, Kid Chameleon, Doom, Quake

Num mundo onde você podia basicamente se mover apenas em 2 direções – esquerda ou, se você estava se sentindo realmente aventureiro, direita – não existe coisa que possa estragar mais seu dia que um poço cheio de afiados e/ou borbulhantes perigos. De espinhos à simples abismos (programadores preguiçosos…), poços ou abismos têm frequentemente sido uma praga para os jogadores mais pacientes e forçado eles a fazerem saltos mais longos que de costume.

De todos essas armadilhas, o rei é o poço de lava – especialmente quando tinha bolas de fogo que pulavam tão precisamente em ritmo, que fizeram o gêiser Old Faithful parecer medíocre. Claro que na real, só ficar perto de um poço de lava ja te cozinharia vivo. Mas num universo onde homens montados em passáros gigantes combatiam por ovos dourados(?), estar perto da lava – mesmo aquela que te cozinha vivo – é a menor de suas preocupações.

2) O incrível vendedor de itens

Vendedores
Hello stranger

Quem tornou famoso: Kid Icarus, Secret of Mana, Lunar, Final Fantasy, Deus Ex, Diablo, The Legend of Zelda

Quem ainda faz: Final Fantasy, Resident Evil, Psychonauts

Que se ferre o cara que se embrenha através dos lugares mais perigosos e penetra nos mais profundos níveis dos esgotos para salvar a filha do presidente. Nós queremos saber sobre o cara que audaciosamente se mete lá e monta uma barraquinha de itens. E bem, se ele tão bom andando por ai, porque ele não salva a maldita filha do presidente ? E será que ele não podia achar uma área com uma base maior de consumidores?Lembrem-se, vendedores dos video games, só porque vocês podem vender ervas medicinais, munição, éter, arco e flecha, capacetes e/ou phoenix down não significa que vocês podem esquecer a regra número um dos negócios: localização,localização,localização. Esquecam as masmorras, esgotos e becos; alugue ou compre um lugarzinho perto da sua casa. Siga alguns conselhos e vocês obterão muito mais tráfego.

3) A falta de habilidade para nadar

água
Mantenha-se seco ou morra

Quem tornou famoso: Frogger, Fantasia, Busby, Contra, Castlevania, Wonder Boy, The Legend of Zelda

Quem ainda faz: Frogger, Fantasia, Busby, Contra, Castlevania, Wonder Boy, The Legend of Zelda

Todos os personagens de video game são, de fato, feitos de algodão doce. Essa teoria, e apenas essa teoria, pode explicar a hidrofobia dividida universalmente por eles. Como mais acreditariamos que Frogger, um sapo, é morto instantaneamente em contato com a água ?

Atualmente, heróis dos video games podem às vezes lidar com a água. Onde por “‘às vezes” entenda ser tão frequente quanto seus inimigos não terem a sindrome de bruxa má do oeste. E desenvolvedores, parem de tentar nos enrolar, – piranhas espreitando por todos os lados, praias cercadas por navios de guerra, oceanos eletreficados, níveis altissímos de bromo – É tudo apenas uma maneira bonita de dizer que se você não é Ecco, você não poderá ver nada abaixo de água.

4) Plataformas que flutuam sem razão aparente

plataformas
Bizarro

Quem tornou famoso: Ice Climber, Super Mario Bros., Sonic the Hedgehog, Contra, Ristar, Dynamite Headdy, Busby, Donkey Kong Country

Quem ainda faz: Jak and Daxter, Ratchet & Clank, Psychonauts, Tomb Raider, Rayman

Jogos de plataforma foram por um longo tempo o gênero dominante no mundo dos video games. No final dos anos 80, com todos saltando de uma para outra, ninguém ousou questiona-las.

Mas agora que jogos de plataforma tem desaparecido, alguém pode se sentir compelido a perguntar: o que diabos está acontecendo com as plataformas ? Quem constrói plataformas no meio de uma selva ? Vocês nao entendem física básica ? Essa tecnologia poderia ser usada para ajudar nos transportes e melhorar a vida das pessoas em necessidade, e você usando-as para salvar a princesa ?

Anúncios

A dama das Camélias, de Alexandre Dumas filho

Resumo da história em 30 segundos (sem coelhinhos)

Armand ama Marguerite. Ela aceita namorá-lo mas apenas se ele deixar ela viver a vida de cortesã dela (não que ela goste dessa vida, mas sim por que ela é necessária pois ele não é rico e ela tem um padrão de vida para manter). Ele aceita, mas não consegue viver aquela situação. Forçado a tentar levar uma vida que não é capaz, ele sofre, sofre, sofre. Divaga sobre ciúmes, sobre a vida e sofre, sofre, sofre. Até que finalmente Marguerite aceita largar a vida de cortesã e viver com ele, mas para isso ela precisa vender seus bens … mesmo assim Marguerite vende pois ela realmente ama ele. Ela percebe que ele sofre demais com aquela situação e esse era o único jeito.

Então eles vivem felizes …

MASSSSS, reviravoltas acontecem e não as contarei : P

camélias
Camélias

Apesar de a história parecer boba nesse resumo que eu fiz, o livro é bastante bom, um romance que apesar de muitas vezes bem previsível, é muito bem escrito e bonito. O livro não é arrastado, a leitura flui, e as divagações do Armand são bastante interessantes.

Números binários – Uma outra maneira de contar

Como todos devem saber, o computadores utilizam o sistema de números binários internamente. Mas como ele funciona exatamente ? Bom, vamos começar pelo sistema decimal. No sistema decimal que usamos, temos dez caracteres diferentes para representar os números (obviamente o 0,1,2,3,4,5,6,7,8,9). Mas e quando precisamos representar números maiores do que 9 ? Utilizamos combinações seguindo certas regras. No caso, juntamos o segundo menor caractere do sistema (no caso o 1, não usamos o zero porque ele está implicitamente na frente de qualquer número) com o menor caractere (dessa vez sim o zero) formando o 10 (dez). Perceba que precisamos de dois caracteres para representar a quantidade desejada. Em suma, cada vez que faltam caracteres para representar o número desejado, adicionamos mais uma casa ao número.

Os números binários são muito parecidos. Só que ao invés de 10 caracteres, teremos apenas dois: o 0 e o 1. Logo, conseguimos representar apenas as quantidades 0 e 1. O que fazemos quando queremos representar uma quantidade maior, como o 2 com números binários? Usaremos duas casas, assim como nos números decimais. Nesse caso a quantidade três será a junção dos caracteres 1 (o segundo menor caractere) com o menor caractere (o zero), formando o 10, que nos números binários corresponde ao nosso conhecido 2 dos números decimais. A tabela a seguir ilustra:

decimal -> binário

0 -> 0
1
-> 1
2
-> 10
3
-> 11
4
-> 100
5
-> 101
6
-> 110
7
-> 111
8
-> 1000
9
-> 1001
10
-> 1010
11
-> 1011
12
-> 1100
13
-> 1101
14
-> 1110
15
-> 1111

Ou seja, perceba que, como existem apenas 2 caracteres para representar os números binários, o número de casas que eles precisam para ir representando as quantidades cresce muito mais rapidamente. Além disso, é interessante notar que com 4 casas conseguimos representar apenas 16 números (enquanto que com números decimais conseguimos representar do 0 até 9999, ou seja, 10000 números).

Por que usamos números binários dentro dos pcs ? Porque bits não passam de sinais elétricos e fica mais fácil representá-los desse modo dentro do pc. E por que nós humanos usamos o sistema decimal ? Dizem que é porque temos 10 dedos na mãos.

Agora que você conhece números binários, vai entender a piadinha dessa camiseta : P

as que sabem binário e as que não sabem.
geek

 

Em breve falarei sobre soma, subtração, métodos de conversão, números binários negativos, com vírgula e códigos de correção de erros.

Aqui nesse site tem uma explicação muito boa, caso a minha não tenha sido suficiente.

RAID

RAID é uma tecnologia que combina vários discos rígidos numa única unidade lógica com o intuito de aumentar a velocidade de acesso aos dados e/ou obter mais confiabilidade graças a redundância de informações.

Agora, como fazemos um monte de discos rígidos funcionarem como um só? Grosseiramente falando, num computador sem RAID, os dados são passados para o disco rígido e escritos. Num computador que utilize essa tecnologia, os dados vão passar por uma placa controladora (se a implementação for por hardware), que fará a devida gerência e escolherá como e em quais HDs os dados serão gravados. Isso taz algumas vantagens explicadas a seguir.

Tipos de RAID

Cada tipo ou nível de RAID consiste de uma forma diferente de combinar as informações nos discos. Eis algumas soluções:

RAID 0 –> O mais simples. Prioriza a velocidade. Cada dado é dividido em partes menores e cada pedacinho é gravado num disco. Ex: suponhamos que queremos gravar a frase “Eu gosto de chocolate” num RAID 0 com 2 discos. A sentença poderia ser dividida em duas “eu gosto” e “de chocolate”. Cada metade vai para um disco. Dessa forma, quando formos buscar essa frase no disco, ao invés de pegar a parte “eu gosto”, e somente depois a parte “de chocolate”, pegaremos duas palavras por vez simultaneamente (no caso de dois discos, 3 no caso de 3 discos e assim sucessivamente). Como os dados são divididos e como busca-los é tarefa da placa controladora. Lembrando que esse exemplo é apenas ilustrativo, uma vez que computadores trabalham com porções de memória, e não letras como no exemplo.

RAID 1 –> No caso de dois hds, o dado gravado num disco será gravado igual no outro. Dessa forma temos redundância total das informações.Forma custosa de redundância. A vantagem é que teremos um backup sempre atualizadissimo, sem necessidade de alguém precisar fazer backups diários, mensais, anuais, whatever.

RAID
O texto não é sobre esse RAID

Existem diversos outros tipos de RAID muito mais sofisticados e inteligentes, mas que não tratarei agora pois utilizam outros conceitos ainda não comentados. Mas num texto futuro serão citados.

Ok, você viu, achou legal mas pensou: “pena que só grandes servidores podem ter isso”. Se enganou ! Se você tiver dois HDs (ou mesmo um particionado), pode usar RAID com suporte por software bastando ter um Windows 2000 ou XP. Se ficou curioso e quer tentar, basta procurar no Google que tem um monte de tutoriais, aqui eu só passo a teoria : P

OBS: RAID costumava significar Redundant array of inexpensive Disks, mas atualmente costumam dizer que significa Redundant array of intelligent disks. Afinal, discos rígidos não são sempre tão baratinhos assim. Agora quem propôs essa mudança no nome eu não sei : P

 

Como funciona um motor de busca – parte 1

Vou falar sobre algumas técnicas que motores de busca utilizam (e que provavelmente o Google use também). Inicialmente, o motor de busca precisa descobrir e recolher todos os links da internet. Os algoritmos que fazem isso automaticamente são conhecidos como batedores (em inglês:crawlers). Os batedores a partir de uma página importante (preferencialmente bem mais do que uma), armazenam todos os seus links. Depois todos os links dos links, e assim sucessivamente. Esses links são armazenados em discos rígidos. Como elas são armazenadas é sobre o que falarei.

Como sabemos, são muitos links para armazenar. Para manter essa informação organizada, inicialmente é necessário normalizar os nomes. Normalizar é fazer todos seguirem um mesmo padrão. Por exemplo, você poderia guardar www.bitpop.info ou http://bitpop.info quando na realidade é o mesmo link (e não queremos redundância no nosso repositório). Logo, em geral, os links são armazenados sem o http:// (que é implícito). Além disso, a porta 80 também é retirada, por isso http://www.stanford.edu:80/ e http://www.stanford.edu será armazenado como www.stanford.edu simplesmente. Enfim, existem várias maneiras de normalizar e cada um escolhe a sua. Depois de normalizados, os links são armazenados em tabelas hash (que é assunto para outra hora), mas caso você desconheça e esteja com preguiça de pesquisar, é uma maneira muito rápida de localizar os dados numa lista.

GoogleLogo
Uma imagenzinha pra descontrair de tanto texto : P

Os batedores estão constantemente procurando links pela Internet para armazenar. Mas o que acontece quando um link sai do ar e já está armazenado ? Ele vai ficar para sempre aparecendo no buscador ? Nope ! Quando um link é armazenado, com ele vai a data de quando foi guardado. Existem estatísticas que dizem qual o tempo médio de vida de um link. Supomos que seja 2 anos (eu não faço idéia de quanto seja). Logo, quando esses dois anos passam, o link é revisitado para ver se ainda existe. Caso exista, é mantido e a data atualizada, senão, deletado. Na verdade, antes de deleta-lo, é dada mais alguma(s) chance(s) de alguns dias, para o caso de o servidor daquele link simplesmente estar temporariamente fora do ar naquele momento.

Existem muito mais detalhes e idéias no mundo do armazenamento de links, mas as apresentadas são as que conheço e vou ficando por aqui. Na parte 2 (que não sei quando será escrita) falo sobre as fase de indexação e ordenação.

Fontes: http://www9.org/w9cdrom/296/296.html

http://visibilidade.net/tutorial/funcionamento-motor-busca.html

Achocolatados em pó

Desde que me dou por gente, sempre adorei tomar leite com algum achocolatado em pó, afinal, leite puro é insuportável. Graças a isso, osteoporose não consta como uma das preocupação em minha vida.

Sendo consumidora de achocolatados em pó durante mais de 20 anos, posso me considerar uma especialista no assunto. Eis minha opinião sobre alguns dos disponíveis no mercado.

Nescau: A única grande vantagem que vejo nele é o fato de ele misturar muito rapidamente no leite. O sabor é fraco demais. Quando criança minha raiva do Nescau era muito grande pelo fato de que sempre que eu ia visitar meus parentes em Santa Maria era obrigada a levar meu Toddy porque só tinha Nescau na casa das minhas primas ou da minha vó. Mas hoje em dia já superei esses traumas e até curto tomar um copinho.

Nescau
Energia que dá gosto?

Toddy: Como mencionado acima, o melhor. Tanto no leite quente quanto no frio. Docinho, escurece o leite muito mais do que o Nescau. É a maravilha dos deuses: ontem, hoje e sempre.

A melhor definição encontrada na internet sobre o Toddy (retirado desse blog):

“Já o Toddy é forte, encorpado e meio-amargo. Infinitamente superior. Se preparado na medida certa, supera o azedume do leite e deixa na boca uma sensação de sede-eterna que, associada ao tradicional copo d´água posterior, nos conduz aos limites do prazer matinal”.

Apenas discordo que seja meio-amargo. Tem menos gosto de açúcar que o Nescau, mas na categoria meio-amargo está o achocolatados dos frades.

Toddy
O Deus dos achocolatados

Ovomaltine: Depois de tomar um Milkshake maravilhoso do Bobs com esse achocolatado, resolvi dar uma nova chance para o Ovomaltine. Mas depois de um poucos dias ele me cansou de novo. O fator croc croc (crocância) dele é muito bom, mas funciona melhor no milkshake mesmo.

 

Ovomaltine
Croc croc croc

Achocolatado dos Frades da Quaker: Sempre que o Toddy acabava na minha casa, o que restava para tomar era esse achocolatado que minha mãe utilizava para fazer doces e bolos. Como a finalidade dele não é para tomar leite, não se pode esperar muito dele. Bastante amargo. No passado achava-o horroroso, hoje que tenho o paladar um pouquinho mais requintado do que o de uma criança que só quer doces, até que não o acho tãooo ruim assim. Infelizmente não consegui obter uma foto dele. Será que ainda é vendido ?

Sustagen: Faz uns 50 mil anos que não tomo um copinho de leite com ele. Tomava quando eu era uma criança extremamente seca, apenas porque minha mãe me obrigava. Tem um gosto forte e fica bastante denso no leite, mas é bastante gostoso e nutritivo. Contra: preco é proibitivo.

Sustagen
Caro mas alimenta

Num próximo post comento sobre os achocolatados que não são sabor chocolate tipo Quick sabor morango : P